A Minha Carreira

Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, António Gedeão

Limitar a análise do desemprego apenas à taxa de desemprego é extremamente redutor e simplista

A 13 de Agosto o Diário de Notícias da Madeira publicou uma notícia muito positiva “Taxa de desemprego iguala valor mais baixo em 5 anos”, baseada na informação oficial regional.
Dias depois, a 23 de Agosto, o Diário de Notícias da Madeira publica “67% dos desempregados sem subsídio de desemprego” o que espelha uma realidade preocupante, pois o número de desempregados que não recebem subsídio de desemprego na RAM subiu de 37,6% em Março de 2009 para 66,8% em Julho de 2016, ou seja, a taxa quase duplicou.
Como se constata, basta olhar para 2 indicadores para percebermos que as leituras otimistas feitas num dia, se podem converter, no dia seguinte, em leituras pessimistas.
Imaginem o que acontecerá se a análise incluir indicadores como a taxa de emprego e as taxas de desemprego de longa duração (>1 ano) e de muito longa duração (>2 anos).

Menos desemprego é bom, mas não chega. A qualidade de vida dos desempregados também é importante.

DN_desemprego ram 2009_2016

Imagem: http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/607029/economia/607052-dois-em-cada-tres-sem-trabalho-nao-tem-subsidio

Anúncios

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: