A Minha Carreira

Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, António Gedeão

Para a maior parte dos jovens a construção de um futuro viável em Portugal é uma impossibilidade

capacritica2Uma das conclusões do estudo considera que a precariedade transforma-se num modo de vida. As pessoas vivem num estado de limite e de risco quase permanente face a um conjunto de incertezas: a dificuldade em manter o contrato de trabalho, o receio do desemprego, a dificuldade em assegurar uma série de despesas, a contenção das práticas de consumo, etc.
Neste sentido, a precariedade detém uma dimensão subjetiva que se reflete numa dificuldade acrescida em projetar o futuro. Na verdade, identificou-se neste estudo um conjunto relevante de jovens para quem o futuro se apresenta como um horizonte limitado a partir do qual não conseguem vislumbrar um caminho delineado ou a possibilidade de alternativas para alterar o presente. Atualmente só uma pequena minoria consegue ingressar no mercado de trabalho enquadrada em situações laborais contratualmente estáveis e duradouras. Para a maior parte dos jovens a construção de um futuro viável em Portugal é uma impossibilidade. As únicas vias que se apresentam são a precariedade, intermediada pelo desemprego, ou a inatividade. A emigração surge assim como quase uma inevitabilidade.
In “Desigualdades e a generalização da precariedade na população jovem

Anúncios

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: