A Minha Carreira

Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, António Gedeão

A elevada proteção ao emprego dos trabalhadores permanentes em Portugal contrasta com a flexibilidade nos despedimentos coletivos

g336

A comparação com os Estados-membros mais desenvolvidos confirma as distorções da legislação laboral portuguesa: os custos financeiros e processuais para despedir um trabalhador com vínculo permanente são os mais elevados, o custo adicional associado ao despedimento coletivo é dos mais baixos e a regulamentação do trabalho temporário está a meio da tabela europeia.
In “Três décadas de Portugal europeu: balanço e perspetivas”, Julho 2015

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: