A Minha Carreira

Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, António Gedeão

Archive for the month “Fevereiro, 2015”

62% das empresas sabem que talento precisam para a sua transformação digital mas não sabem onde o encontrar

ray humanSin embargo, a pesar de estos datos, aproximadamente un 60% de las empresas saben qué perfiles necesitan pero no dónde encontrarlo. En las empresas del sector financiero y seguros, donde el proceso de transformación es crítico, más de la mitad afirma desconocer qué talento requieren para alcanzar con éxito este proceso. Y un 56% afirman no tener identificadas las fuentes de reclutamiento del perfil crítico digital.

Ler “La transformación de las empresas al mundo digital y sus necesidades de talento

Anúncios

Portugal gasta apenas 1/3 da média da UE com as políticas ativas para o mercado de trabalho

gastos desempregadosReform the unemployment benefit system and strengthen active labour market policies (ALMP).

Long benefit duration for older workers and insufficient job-search assistance increase long-term unemployment and labour market mismatch. Low coverage of unemployment benefit contributes to labour market duality.

Actions taken: New ALMP measures include short training courses, financial support for internships, a hiring subsidy paid to companies that provide training and lower social security contributions for hiring unemployed individuals below 30 or above 45 years (2013).

Recommendations: Further reduce the age-dependency of unemployment benefits and take further action to widen their coverage. Scale up ALMPs including job-search assistance, while closely monitoring programme performance. Focus training on maximising employability gains.

In “Going for Growth 2015 priorities – Portugal

Aceder “Going for Growth 2015

Ler “OCDE propõe subsídios de desemprego menos dependentes da idade

Os erros que não pode cometer numa entrevista de emprego

erros entrevista

Ver “Guia do Mercado Laboral 2015”, Hays (página 37)

A miséria moral gera miséria económica

A justiça está na mão dos homens e, muitas vezes, a legalidade é profundamente imoral.
O futuro terá de ser, necessariamente, mais transparente.

Como pode a taxa de desemprego diminuir se o emprego não aumenta?

iefpmA população activa diminuiu à custa da emigração forçada de milhares de cidadãos portugueses (entre 2011 e 2013 saíram do país entre 100 a 120 mil; em 2014, só no 1.º trimestre foram cerca de 60.000), a que se junta a geração “nem, nem” (nem trabalham, nem estudam = não existem); e os desempregados que passam a inativos se não cumprirem as regras impostas pelo IEFP, como se o IEFP cumprisse devidamente o seu papel. Se não procuras emprego no período a que estás obrigado ou se não estás disponível para começar a trabalhar mal te chamem, passas a inativo e perdes o subsídio. Não concordas com as condições laborais ou ficaste doente? Não podes.

Refiram-se os estágios profissionais (incentivos à contratação privada para desempregados inscritos no IEFP ou situações de 1º emprego), pois também os estagiários são encarados como empregados, mesmo que apenas 1 em cada 3 ficam empregados no fim do estágio. Cria-se falso emprego, contam-se os desempregados como empregados, incentiva-se a inatividade, obriga-se à emigração e assim se reduz, artificialmente, o desemprego: manipulando!

In “Receita para reduzir a taxa de desemprego

Forum Carreiras 2015 na Universidade Católica – 24 de Fevereiro

forum carreirasConheça o oferta de Serviços e Actividades do “Gabinete de Desenvolvimento de Carreiras” da Universidade Católica

 

Exercite diariamente o pensamento positivo

Os pensamentos que temos nos primeiros minutos do dia determinam 80% da qualidade do resto do dia

Acha que está preparada(o) para criar o seu próprio emprego?

selfemployedThe National Centre for Entrepreneurship in Education (NCEE) advises that a range of skills are needed in order to be a successful business owner. These include:
– commitment to see things through from conception to completion;
– an ability to network;
– confidence to take ownership of projects/developments;
– initiative;
– good persuasion and negotiation skills;
– focused to set and achieve goals;
– strong decision making skills;
– an ability to work quickly under pressure;
– confidence to take risks when necessary;
– an ability to work independently.
In “Is self-employment right for you?

Quando acabei o curso superior não sabia como começar a procurar emprego

Oferecer um estágio de seis meses a alguém com mais de 30 anos é tapar o sol com a peneira

estagiarioOs estágios não têm sido uma medida de estímulo à economia e à progressão da carreira, mas sim um tampão que serve para diminuir os números reais do desemprego através da contratação temporária e repetida, facilitando o acesso a trabalho barato e precário. Sai um, entra outro. É triste constatar que muitas empresas procuram estagiários não por falta de recursos ou funções temporárias, mas por ser mais barato do que celebrar um contrato com ou sem termo no qual não contam com o apoio financeiro do Estado.

A diferença deste novo programa é que permite o acesso a pessoas com mais de 30 anos que nunca tenham feito um estágio IEFP e que não tenham obtido uma nova qualificação nos últimos 3 anos. Trinta tenho eu e todos os que conheço da minha geração já fizeram um ou dois estágios profissionais. Normalmente um depois da licenciatura e outro depois do mestrado. A maioria não foi contratada em nenhum deles. Mais de metade dos anúncios de emprego exigem actualmente que o candidato seja elegível para estágio profissional e que tenha um a dois anos de experiência. A situação é sempre uma de duas: ou tivemos antes um contrato e somos agora obrigados a aceitar um estágio, ou somos excluídos por já termos feito um. Oferecer um estágio de seis meses a alguém com mais de 30 anos não é uma solução real. É tapar o sol com a peneira.

In “Estes estágios não reactivam ninguém

Post Navigation